A iluminação é um pormenor fundamental num projeto de decoração, logo, não pode nunca ser descurado. Há, portanto, que saber ajustá-lo, isto porque cada espaço exige um tipo de iluminação diferente.

Veja como escolher e distribuir corretamente os pontos de luz, de forma a que exista harmonia, não só em relação ao estilo de decoração e a sua envolvência, mas acima de tudo, tendo em consideração o respetivo espaço à sua funcionalidade.

Cozinha

Dado ser um local bastante movimentado, a iluminação deve ser eficiente e clara, sendo muito comum a utilização de luz branca, justamente por ser mais intensa.

A par da luz natural, proveniente de janelas ou outros elementos com a mesma função, há que incluir iluminação artificial. Assim, candeeiros de teto suspensos ou fitas LED, existentes no próprio mobiliário, dando grande elegância ao espaço, colocando em evidência elementos fundamentais, como a mesa ou a bancada.

Sala de estar

Este é um lugar de eleição, que muito reflete o gosto dos seus moradores. É o espaço onde se recebe as visitas e também onde se passa grande parte do tempo. Assim, para além de bonito, tem de ser agradável e confortável. Seja para receber amigos ou para descontrair, a iluminação tem de ser aconchegante, mais suave e muito bem distribuída pela área em questão. A iluminação mais difusa e direcionada torna-se aqui numa excelente opção, podendo ser conseguida tanto pela conjugação de candeeiros de teto, de chão ou nas paredes, com alguns abajures, destacando também peças de arte ou mobiliário.

Escritório

Neste caso, a iluminação deve ser discreta e ajustável às necessidades de quem dele usufrui. Os pontos de luz servem, sobretudo, para destacar estantes, a secretária ou o computador. Caso haja uma zona dedicada à leitura ou para ouvir música, deve existir uma fonte de luz secundária.

Quarto

Um espaço confortável, tranquilo e relaxante, é o que se pretende nesta divisão. Para além da luz natural, a artificial deve ser suave e agradável, uniforme e indireta. Desta forma, candeeiros de teto, de mesa ou de parede, junto à cabeceira da cama, são excelentes opções para quem aprecia ler ou ver TV antes de dormir.

Casa de banho

Este é o local onde mais erros se cometem no que respeita à iluminação. Se junto à banheira a luz pode ser indireta, menos intensa, no intuito de proporcionar um momento mais relaxante; no lavatório e respetiva bancada, esta tem de ser mais clara, por ser o local onde as pessoas se arranjam antes de saírem. O próprio espelho pode incluir iluminação.

Luz amarela ou branca?

Não há uma única resposta correta, porque tal depende do gosto de cada pessoa e da sensação que cada uma das cores provoca. Todavia, é bastante comum optar-se por lâmpadas com temperatura de cor quente para áreas mais íntimas e sociais; e por lâmpadas com temperatura de cor fria para áreas de trabalho e cozinha. Assim sendo, se prefere uma sensação de aconchego, as amarelas e de menor intensidade são as ideais; se precisa de mais luz para ver melhor, as brancas são essenciais.

A iluminação tem grande influência na decoração. De nada adianta um espaço bem decorado se não for corretamente iluminado. Se por um lado, a iluminação valoriza a decoração, por outro, esta é indispensável para a funcionalidade de cada espaço. Se pretende remodelar um ou até mesmo construir uma casa, saiba que este é um ponto importante a considerar. Por este motivo, convém procurar os melhores profissionais que lhe garantirão a execução do seu projeto.

Tags:
Share
go top
PortugueseEnglishFrench